Capa Caderno da Zero Hora

Saiu semana passada uma foto que fiz em Picada Café no Caderno “Os Vales em Evidência”.

Abaixo um pequeno texto elaborado por Patrícia Hansen que trabalha na preservação do Patrimônio Histórico da cidade.

“O moinho foi edificado em 1928, contendo o porão, o piso principal e o sótão, sendo em pedra grês e reboco a base de cal e areia. A roda d’água mede 5m de diâmetro, cuja função era girar as pedras – mós para moagem dos grãos. O moinho pertenceu a Cristiano Kuhn até 1931, depois a José João Stoffel até 1945, e posteriormente aos filhos Jorge Roque, Dalila e Sílvia Kuhn, até 2004. A construção do moinho foi realizada pela Moageira Graebin, nele trabalharam os pedreiros Adolfo Petri, Henrique Dieter e José João Stoffel – que veio a ser um dos proprietários, pois casou-se com Olga Kuhn, filha de Cristiano.

O moinho faz parte do núcleo histórico do Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn de Picada Café.” por Patrícia Hansen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s